O QUE AS PESSOAS REALMENTE QUEREM DIZER QUANDO AFIRMAM: "MAS EU ACREDITO NA BÍBLIA POR INTEIRO"

"Mas eu acredito na Bíblia por inteiro"

É uma frase muito comum de si ouvir nos círculos cristãos.
No curso de ensinar aos outros a viver como Jesus viveu, fazer o que Jesus fez e seguir o que Ele ensinou não há escassez de objeções a ideia. Infelizmente, aqueles que na maioria das vezes se opõe a noção radical do dever de realmente seguir o que Jesus fez e obedecer o que Ele ensinou, são companheiros cristãos.
Embora possamos amar cantar: "Eu decidi seguir a Jesus, não tem volta, não tem volta". Mas, quando entramos no âmago da questão de emular como Jesus viveu e obedecer as coisas que Ele ensinou, tropeçamos em coisas que não parecem muito sensatas para nós.
Amai vossos inimigos?
Morrer pelos inimigos em vez de matá-los?
Bem-aventurado os mansos?
Ponha de lado sua espada?
É muito pouco para alguns cristãos. E assim, aqueles que lutam com o compromisso de seguir Jesus tiram um ás de sua manga: "Mas eu acredito em toda a Bíblia".
Admito, soa bem na superfície, mas aqui está o que realmente significa: "Eu particularmente não me importo com o que Jesus disse nessa passagem, mas, sei de uma do Antigo Testamento que entra em contradição com ela, então sigo o Velho Testamento."
Já ouvi isso expresso um pouco mais diretamente: "Sim, Jesus disse para amar seus inimigos, mas Ele é o MESMO Deus que comandou a morte dos bebês cananeus, certamente, não significa que não possamos matar nossos inimigos. Caminho olhando para frente, e acredito na Bíblia por INTEIRO, obrigado."
É um jogo fácil de se jogar por existir uma abundância de textos para escolher. Como disse Brian Zahnd recentemente: "o caminho mais inteligente para se esconder de Jesus está por trás de uma Bíblia." Infelizmente, é verdade. Se você deseja executar completamente o exemplo e os ensinamentos de Jesus, pode fazê-lo sem sair das páginas das Escrituras.
Se esconder de Jesus usando a Bíblia, não é nada original, tem sido assim desde que Ele andou entre nós. De fato, encontramos no evangelho de João 5:9, Jesus repreendendo os líderes religiosos por usarem a Bíblia como um escudo para evitar esta nova forma radical de vida que Ele propunha. Ele diz que eles perderam todo o propósito das Escrituras: Ele mesmo.
Jesus adverte que pode-se conhecer o Antigo Testamento por dentro e por fora, e ainda assim perder o ponto de tudo isso. Adverte que se alguém usa a Escritura para evitar a sua nova maneira de viver, se alguém a usa para encontrar razões para não seguir seus ensinamentos e exemplo, terão perdido a própria vida.
Jesus explica-os usando a analogia de um edifício, uma história que muitos de nós aprendemos em canções quando éramos crianças. Havia um homem prudente que edificou sua casa sobre a rocha, e um imprudente que edificou sua casa sobre a areia. A história segue e descem "as chuvas, e correm os rios, e assopram os ventos..." Qual delas durou? O da rocha, é nítido. No final da analogia Jesus explica: "Portanto, quem houve estas minhas palavras e as põe em prática é como o homem prudente que edificou sua casa sobre a rocha" (Mateus 7:24).
Note que Ele não diz: "todo mundo que lê a Lei de Moisés e a põe em prática é como o homem prudente...", mas diz: "todo aquele que ouve estas minhas palavras...".
Quando alguém se depara com algo que Jesus disse e responde com: "Mas eu acredito na Bíblia inteira", está se engajando em uma tradição de mais de 2000 anos de idade, a de usar a Bíblia para se esconder de Jesus, e torna-se o construtor de tolice da história que se recusou a construir sua casa sobre a única coisa que realmente vale a pena: o exemplo e o ensinamento de Jesus.
Mais tarde, no Novo Testamento, encontramos uma prova que é um aviso Deus de que devemos imitar o exemplo de Jesus: "Aquele que diz que esta nEle, também deve andar como Jesus andou." (I João 2:6).
Observe que a evidência de que nós pertencemos a Deus não é vivermos como Moisés ou Josué, ou qualquer outro personagem da Bíblia: é vivermos como Jesus.
Veja, o ponto da história de Deus é Jesus. Ele sempre foi uma história sobre Jesus. Nunca foi sobre qualquer outra coisa. O momento em que os líderes religiosos perdem a verdade é quando usam o Antigo Testamento para se esconder da nova coisa que Deus queria mostrar-lhes.
Todo o propósito da vida cristã é viver como Jesus, aqui e agora.
É o Antigo Testamento útil? Certamente. Mas sempre há uma tensão entre algo que Jesus disse e algo de outras partes da Bíblia, o desempate é sempre de Jesus. SEMPRE. Isso porque Jesus disse que todo o ponto do Antigo Testamento era trazer-nos para segui-lo. Apenas Ele. Ninguém e nada partilha seu lugar. Não há outros personagens da Bíblia, nem mesmo a própria Bíblia. Se Jesus é o Senhor, nada mais pode ser.
Assim, quando alguém responde aos ensinamentos de Jesus com: "Mas eu acredito em toda a Bíblia", geralmente é um sinal de que está fugindo dEle e usando a própria ferramenta para apontar-nos um novo caminho.
Mas é nosso trabalho levar as pessoas de volta a Jesus, até mesmo os companheiros cristãos, mesmo que nos tornemos impopular.
Porque seguirmos os ensinamentos e o exemplo de vida de JESUS sempre foi o ponto de tudo isso.

Fonte: www.patheos.com.