quinta-feira, 8 de outubro de 2015

SE JESUS NUNCA MENCIONOU ISSO, O QUE O RESTO DA BÍBLIA DIZ SOBRE A HOMOSSEXUALIDADE?


Aqueles que usam a Bíblia para condenar a homossexualidade não podem citar os ensinamentos de Jesus ou uma única palavra dita por Ele, pois Ele nunca falou sobre o assunto.
Jesus nunca hesitou em ensinar e comentar sobre o mundo de sua época.
Tomou uma posição forte sobre o divórcio, novo casamento, adultério, bens materiais, hipocrisia, opressão, ganância, egoísmo, estrutura de classes e acumulo de riquezas. Mas nunca mencionou a homossexualidade. Muitos acreditam que se Deus tivesse algo a dizer sobre o assunto, Jesus certamente teria falado sobre isso.
Muitos cristãos acham que é irônico que alguns líderes religiosos se concentrem tão pouco em algumas questões que profundamente preocuparam Jesus, e, falem tanto sobre uma questão que Ele nunca mencionou.
Para os cristãos, nada nas Escrituras substituem os ensinamentos de Jesus. Não há uma única palavra nos quatro Evangelhos, mesmo por inferência, sobre a condenação das relações do mesmo sexo.
A exclusão das pessoas LGBT não se baseia no ministério nem em seus ensinamentos. "Dado ao apelo à Bíblia no caso da homossexualidade", escreve o Dr. Gomes, "é de se supor que a Bíblia tenha muito a dizer sobre o assunto, mas não tem". Como observa, "nem os Dez Mandamentos, nem o resumo da Lei mencionam a homossexualidade; nem qualquer profeta discutiu o assunto. E Jesus não mencionou", e a homossexualidade também não pareceu ser de muita preocupação para as igrejas primitivas que Paulo e seus sucessores estiveram envolvidos. "Referências bíblicas sobre a atividade do mesmo sexo que existem, incluem: condenações de estupros entre pessoas do mesmo sexo, condenações de prostituições no templo, abuso sexual e nos regulamentos chamados de "Código de Santidade", que eram projetadas para manter a pureza ritual do antigo Israel. O significado desses versos no contexto de nossa compreensão atual de orientação sexual e identidade de gênero agora que estão sendo examinados. Muitos cristãos acreditam que essas referências não lançam muita luz sobre a questão da igualdade de inclusão das pessoas LGBT. Dr. Gomes diz: "Os escritores bíblicos não contemplaram uma forma de homossexualidade em que as pessoas se amam, casam e são fiéis, tentando viver as implicações do evangelho com tanta fidelidade a ele como qualquer outro cristão heterossexual. Tudo o que sabiam da homossexualidade estava ligado a prostituição cultual, a pederastia, a lascívia e a exploração". Como ele observa, tais vícios existiam entre os heterossexuais também, e, definir as pessoas LGBT modernas nesses termos "é uma calúnia cultural da mais alta ordem". Orientação sexual nunca foi mencionada na Bíblia.

Fonte: wix.com.