sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

CONHEÇA A GAROTA DINAMARQUESA


No dia 29 de janeiro comemoramos O Dia Nacional da Visibilidade Trans, e para comemorarmos a data, convidamos a todas as pessoas a conhecerem o mundo trans através de Lili Elbe, primeira transexual a se submeter a cirurgia de redesignação sexual.
Um filme pode ser impecavelmente bem fundido e fortemente deliberado? perfeitamente equipado e maravilhosamente certeiro, e ainda assim, te deixar frio? Pode fazer tecnicamente tudo certo, e ainda assim, tocar você emocionalmente? Pode te oferecer uma experiência de transformação sem te mudar muito? Esse é o dilema de "A Garota Dinamarquesa".
O filme conta a história real da artista plástica Lili Elbe "chamada anteriormente de Einar Wegener (Eddie Redmavne)", a primeira pessoa conhecida a se submeter à cirurgia de redesignação sexual a quase um século atrás.

A história toca o coração, mas é passível de recursos mentais. Percebemos algumas imagens marcantes que certamente irão agradá-lo/la. Os tutus pendurados nos bastidores do balé, iluminados por baixo, como uma simétrica e imaculada pintura, casas geminadas idênticas, filmadas de forma panorâmicas. Em um momento ousado e raro, Einar visita um "peep show" para copiar os movimentos de uma Stripper, e os dois, em um mágico momento, formam uma espécie de dança contemporânea através do vidro. Mas, notamos também algumas imagens óbvias e simplistas em seu simbolismo, como o fino lençol pendurado entre ele e sua esposa Gerda (Alicia Vikander) na hora de dormir, fornecendo a ideia de uma separação física.
Deparamo-nos com performances profundamente comprometidas de Eddie Redmayne e Alicia Vikander. Redmayne prova ser um mestre técnico de transformação; vimos isso em seu desempenho preciso como Stephen Hawking no ano passado em "A Teoria de Tudo", que, compreensivelmente lhe rendeu um Oscar de melhor ator. Mais uma vez, ele nos joga uma figura real que sofre uma transformação física, pressionando seu casamento e, obrigando ambos os parceiros a reexaminarem seu vínculo fraturado, mesmo quando ainda se tem amor.

Outra intrigante história é a de Gerda, esposa de Einar. Uma pintora que vive a sombra de seu marido, tentando desesperadamente ser levada a sério até pedir-lhe que se sente e calce meias e sapatilhas para que possa terminar sua pintura de bailarina, obedecendo, Einar, recebe o primeiro vislumbre de seu lado feminino.

Inicialmente Gerda aceita e participa da brincadeira, inclusive, é dela a ideia de levar "Lili" a desfrutar a noite de Copenhague, como sua própria acompanhante. Mas quando percebe que "Lili" não se trata apenas uma personagem, mas é uma expressão do verdadeiro "eu" de Einar, Gerda tem que lidar com o fato de que tudo o que ela conhecia como seguro e verdadeiro está desmoronando debaixo dela.

Com o florescimento de Lili, sua musa, a carreira de Gerda como retratista finalmente floresce.

Confira o Trailer:
Elenco
1. Eddie Redmayne como Einar Wegener/Lili Elbe
2. Alicia Vikander como Gerda Wegener
3. Amber Heard como Ulla
4. Matthias Schoenaerts como Hans Axgil
5. Ben Whishaw como Henrik
6. Emerald Fennell como Elsa
7. Sebastian Koch como Warnekros
8. Adrian Schiler como Rasmussen.

Diretor
Tom Hooper

Romance
David Ebershoff

Roteiro
Lucinda Coxon

Diretor de Fotografia
Danny Cohen

Edição
Melanie Oliver

Compositor
Alexandre Desplat

Direção de Arte
Eve Stewart

Figurinos
Paco Delgado

Drama
Avaliado por alguns como contendo cenas de sexualidade e nudez completa.
120 minutos.