segunda-feira, 22 de junho de 2015

UM MENINO NO CORPO DE UMA MENINA

Não sou UMA "menina no corpo de um menino" SOU UMA GAROTA. Este é meu corpo. MENINAS têm todos os tipos de corpos.

Os sexista, heterosexistas e a sociedade cissexista são os/as responsáveis por controlar que nada escape de seu padrão; neste exercício de monitorização dos corpos e da sexualidade das pessoas, têm sido negado às mulheres a sexualidade e a autonomia de seus corpos, assim como tudo o que não podemos explicar ou que não está em conformidade com os padrões de regulamentação de expressão de gênero, são eles, marginalizados e qualificados de anti naturais.
A "genitalização" como o mais alto órgão de controle de expressão, é baseado na predeterminação da identidade sexual de homens e mulheres em termos de órgãos genitais; se for mulher, vagina e se for homem, pênis. A invisibilidade na história da arte a partir de outros corpos de mulheres e homens como expressão da diversidade humana, reforça essa "regra", contribuindo assim para o tabu de corpos sexuados e outros apenas como objeto de desejo.
Contemple outros corpos de homens e mulheres como essencial para a sociedade e para os próprios indivíduos se tornarem conscientes de que a natureza é diversa no modo de ser, representando gênero e orientação sexual.
Internalizar a "genitalização" de organismos em relação à identidade sexual dos indivíduos, torna homens e mulheres transexuais não ajustados(as) a esta regra imposta, obrigando-os(as) a viverem sua sexualidade e a visualização de seus corpos como tabu. Isto não está em oposição àqueles(as) que desejam para sua felicidade e equilíbrio emocional, e, em última análise, para sua saúde, ter um órgão genital de acordo com sua identidade sexual: Eies parte também da diversidade.
Uma sociedade diversificada e respeitosa deve assegurar a que todos indivíduos se expressem e se desenvolvam livremente, portanto, nenhuma regra deve ser aplicada como única, autêntica, natural sobre as diferentes expressões da natureza humana. Existem outros corpos de homens e mulheres que são perfeitos como uma expressão da diversidade humana!