SAUL E DAVI


Saul e Davi tiveram um relacionamento áspero e rochoso, com intrigas, guerras e uma parcela de assassinatos. Mas alguns dizem que havia algo mais suave no relacionamento, dizem que Saul e Davi na realidade foram amantes. É um conto estranho que raramente é contado e raramente acreditado. Grande parte do argumento depende de um único verso:
"Assim Davi veio a Saul, e esteve perante ele, e o amou muito, e foi seu pajem de armas" 1 Samuel 16:21.
De acordo com Keith Sharpe em The Gay Gospels, pajem de armas eram homens jovens, escolhidos por sua boa aparência, que serviam como companheiros homoeróticos aos soldados mais velhos que os selecionavam.¹ Saul selecionou Davi como seu pajem, dizendo a Jessé:
"Deixa estar a Davi perante mim, pois achou graça em meus olhos" 1 Samuel 16:22.
Mas há mais que isso. Aparentemente o versículo 16:22 pode ser traduzido por: "Davi veio a Saul e teve uma ereção ante dele". ² Tudo depende de uma única vogal assumida no hebraico.

_______________________________________________________________

1. "O papel do portador amante significava uma estreita relação homoerótica, emocional e duradoura que era estabelecida entre um guerreiro mais velho e um garoto jovem e bonito, escolhido por sua boa aparência, que serveria de companhia constante". Sharpe, The Gay Gospels, pp. 126-127.

2. "O Hebraico de 16:21 podia ser lido originalmente..., e ele teve uma ereção em sua presença" Kamal Salibi, The historicity of Biblical Israel, pp. 138-139.

Fonte: skepticsannotatedbible.com.