quinta-feira, 21 de novembro de 2013

COLUNISTA OFERECE A MAIS INCRÍVEL RESPOSTA A UM PAIS HOMOFÓBICO.

Amy Dickinson, que escreve uma coluna de conselhos, entregou a resposta perfeita para um pai homofóbico que quer que o seu filho 'pare' de ser gay.
large_022409dearamy1sdc
De Dickinson "Ask Amy: Conselhos para o mundo real", que aparece em mais de 200 jornais e é visto por mais de 22 milhões de leitores, recentemente respondeu de volta a uma carta de um pai que admitiu esquecer o aniversário de seu filho nos últimos três anos por causa de um horário de trabalho intenso.
O retrocesso é que ele quer que aos 17 anos de idade, o garoto faça a escolha "razoável" de deixar de ser gay por medo de que o grupo de sua igreja descubra e tire sarro deles.
O pai escreve:
Cara Amy:
Eu descobri recentemente que meu filho, que tem 17 anos, é homossexual.
Fazemos parte de um grupo da igreja e eu temo que se as pessoas desse grupo descubram e tirem sarro de mim por ter um filho gay.
Ele não vai ouvir a razão, e não vai deixar de ser gay. Eu sinto como se ele estivesse fazendo isso apenas para se vingar, pois esqueci do seu aniversário nos últimos três anos - tenho um horário de trabalho intenso.
Por favor, ajude-o a fazer a escolha certa na vida de não ser gay. Ele não me ouvirá, mas talvez ouça você.
- Sentindo-me traído
Amy respondeu:
Caro Traído:
Você pode ensinar a seu filho uma lição importante, alterando a sua própria sexualidade para mostrar-lhe como é fácil.
Experimente para o próximo ano: Pare de ser um heterossexual para demonstrar a seu filho que a sexualidade de uma pessoa é questão de escolha - a ser ditada por nossos pais, pela igreja dos pais e por pressão social.
Eu assumo que minha sugestão vai evocar a questão de que sua sexualidade está no centro de quem você é. O mesmo é verdade para o seu filho. Ele tem o direito de ser aceito por seus pais por ser exatamente quem ele é.
Quando você esquece o aniversário de uma criança, esta basicamente negando-a como uma pessoa. É como se dissesse que você esqueceu a sua presença no mundo. Como é triste para ele.
Pressionar seu filho para mudar sua sexualidade está errado.
Se você não pode aprender a aceitá-lo como ele é, pode ser mais seguro para ele viver em outro lugar.
Um grupo que pode ajudar você e sua família descobrir como passar por este momento é PFLAG.org. Esta organização é fundada para os pais, famílias, amigos e aliados das pessoas LGBT, e tem ajudado inúmeras famílias através deste desafio. Por favor pesquise.
- Amy
índice