Guayaquil recebe primeiro pedido de casamento gay



Um casal de homens apresentados hoje na Secretaria de Guayaquil fez seu pedido para se casar e ser o primeiro casamento gay no país. Eles começaram uma campanha para a adoção do casamento civil entre iguais.
 
Jumping Vinces Santiago e Fernando, dois jovens Guayaquil, queriam expor sua relação homossexual e tornar pública a sua intenção de casar legalmente no país.
 
Apelando para o direito à igualdade perante a constituição, pedindo a adoção do casamento civil entre iguais.
 
Seu objetivo era alcançar o secretário, depois de uma caminhada com os amigos em favor dos direitos da comunidade gay.
 
Uma vez no cartório, foram tratados como qualquer outro casal. Jumping Vinces Santiago e Fernando são o segundo casal gay em menos de um ano a tentar se casar no Registro Civil. Agora eles têm que esperar oito dias para ver se o seu pedido será processado no estado.
 
Seu advogado, Silvia Buendía, espera uma resposta., Mas já tem um plano b.
 
Eles foram acompanhados por Pamela Troy e Gabriela Correa, o casal de lésbicas que, em agosto passado também queriam se casar no Cartório de Registro de Quito. Para elas, disseram-lhes que não, por isso fizeram apelação, que ainda está pendente.
 
Na América Latina, o casamento entre casais do mesmo sexo são legais no Uruguai, Argentina, Brasil e México.