quarta-feira, 27 de novembro de 2013

O Exercito da Salvação "não considera a orientação homossexual um pecado"

A caridade do toque de sinos retira dois links de seu site que coletavam recursos para terapia de grupo de 'ex-gay' contra seu vício sexual.
O Exército de Salvação removeu dois links de organizações que defendem os chamados terapia ex-gay ou reparadora de seu site nesta terça-feira, depois que a organização LGBT Truth Wins Out entrou em contato com o grupo de caridade sobre o suposto aval da prática cientificamente desacreditado que visa transformar os gays em linha reta(héteros). 
"Agradecemos ao Exército da Salvação por agir rápido e decisivamente para enfrentar nossas preocupações sobre as ligações a organizações de ex-gays", disse Wayne Besen, diretor executivo da Truth Wins Out"Este é um passo na direção certa e congruente com sua campanha de luta contra a discriminação. Esperamos que essa ação leve a progredir em ganhar a total confiança da comunidade LGBT."
Em uma carta enviada terça-feira, o diretor de comunicações do Exército da Salvação reivindicou que os links "ex-gays" eram parte de uma página arquivada que foi inadvertidamente republicado quando a organização relançou o seu site, no mês passado. 
"Pedimos desculpas por nosso descuido e qualquer confusão que isso possa ter causado", disse Jennifer Byrd na carta, publicada em Truth Wins Out. "O Exército da Salvação não considera a orientação homossexual um pecado. Por favor, saibam que servimos a quem vem a nossas portas, sem discriminação."
Os links ofensivos, postados em lista de recursos do site para lidar com "vícios sexuais", incluído Colheita EUA, que se apresenta como um "comitê de ministério para oferecer esperança em Jesus aos homens e mulheres lutando com quebrantamento sexual e ao pecado." O segundo, o Ministério vida pura, possui 35  "conselheiros bíblicos e pessoal de apoio" em tempo integral, os dois sites pregam que são dedicados a "trazer a esperança, cura e restauração encontrada somente em Cristo para aqueles que foram tocados pela lepra do pecado sexual." O Site da Pure Life observa que a maioria dos seus conselheiros e funcionários são eles mesmos "graduados" dos programas de aconselhamento com base na fé. 
Ambas as organizações defendem a prática cientificamente desacreditada de "terapia reparativa", que visa transformar os gays em linha reta através da oração e aconselhamento. A terapia "ex-gay" foi repudiada por todas as organizações médicas e psicológicas no país, e sua utilização por terapeutas licenciados foi proibida na Califórnia e New Jersey. 
"Colheita EUA e Ministério Pure Life são duas organizações destrutivas dedicados a demonizar as pessoas LGBT," Evan Hursty, diretor associado da Truth Wins Out disse em comunicado. "O Exército de Salvação fez a coisa certa hoje pela remoção desses grupos de ex-gays 'de seu site antes que pudessem prejudicar mais vítimas inocentes."
O Exército de Salvação, é uma organização cristã, que teve uma relação tensa com a população LGBT. Em 2011, vários defensores LGBT convocaram um boicote de doações para as pessoas dos sinos que usam baldes vermelhos fazendo coletas em frente a lojas do Exército da Salvação, citando alegações de que a caridade evangélica se recusaria a servir as pessoas LGBT, porque as considerava "sexualmente impuras", de acordo com NBC .
Mas a declaração de terça-feira, do diretor de comunicação do Exército da Salvação indica uma mudança evidente no tom, como a organização se esforçando para cumprir a sua nova política de luta contra a discriminação, que proíbe a negação de serviços ou de emprego com base em raça, religião, ascendência, origem nacional, sexo ou orientação sexual.