quinta-feira, 21 de novembro de 2013

'É babado', diz Rogéria sobre filme que homenageia travestis brasileiros

Em 'Divinas Divas', Leandra Leal faz tributo à primeira geração de artistas.
Aos 70 anos, Rogéria se prepara para comemorar 50 anos de carreira.


Estreando como documentarista, a atriz Leandra Leal presta uma homenagem à primeira geração de travestis do Brasil no documentário ‘Divinas Divas’. “É babado”, afirma Rogéria, uma das grandes estrelas da produção. Ela conta que só aceitou participar do trabalho porque Leandra estava à frente do projeto. “Está sendo super cansativo, porque a gente está fazendo making of, cantando, dançando”, destaca.
Aos 70 anos, a atriz se prepara para comemorar 50 anos de carreira em 2014 e relembra os tempos da ditadura, em que um delegado tentou proibi-la de participar de um espetáculo. “Eu chorei muito atrás de um ônibus, porque eu não andava nem de táxi ainda”, conta. Sem emprego, ela procurou uma agente da censura, que determinou que ela voltasse ao trabalho.