quarta-feira, 20 de novembro de 2013

"Pacto de morte" deixa um morto em escola após pais não aceitarem namoro gay em SC

Adolescente de 16 anos foi achado enforcado dentro de banheiro; sobrevivente foi detido.

Um "pacto de morte" entre dois estudantes de 16 anos deixou um deles morto dentro do Instituto Federal Catarinense na cidade de Sombrio, em Santa Catarina, na segunda-feira (18). Segundo a Polícia Civil, o menor que sobreviveu disse que namorava o outro e decidiram fazer um pacto porque as famílias de ambos não aceitavam o relacionamento gay.
O delegado Luís Otávio Pohlmann informou que o corpo do adolescente foi achado enforcado dentro do banheiro da unidade, no prédio do ensino médio. Segundo Pohlmann, o corpo não tinha indícios de suicídio, mas sim de ter sido asfixiado por outra pessoa.
De acordo com o depoimento do suspeito prestado à polícia, ele ajudaria o namorado a se matar e depois cometeria suicídio. Ao ver o corpo do rapaz, ele se desesperou e chamou socorro. A polícia informou que o menor ainda tentou se matar, mas não conseguiu porque ficou nervoso.
Ele foi detido e encaminhado para a delegacia do município, onde prestou depoimento. O delegado informou que aguarda o laudo do IML (Instituto Médico Legal) para saber a causa da morte antes de indiciar o suspeito.