quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Al-Qaeda mata outro homem iemenita suspeito de ser gay

Waleed Saleh Awedan de 25 anos é mais uma das 35 pessoas assassinadas por militantes da Al-Qaeda ligados a suspeita de homossexualidade no Iêmen nos últimos dois anos
Iemenitas protestam em 2011
Foto por Sallam do Iêmen
Um atirador de motocicleta matou a tiros um homem iemenita de 25 anos de idade, na segunda-feira sobre as suspeitas de ser homossexual.
Waleed Saleh Awedan foi baleado perto de sua casa na província de Lahj no sul do Iêmen na segunda-feira à noite.
A morte de Awedan é apenas o mais recente de uma série de assassinatos de supostos homossexuais por militantes ligados a Al-Qaeda na nação Península Arábica.
Acredita-se que Awedan é apenas uma das 35 pessoas mortas por militantes que acreditavam ser eles homossexuais em um período de dois anos.
O Iêmen é um dos únicos sete países do mundo que pune a homossexualidade com a pena de morte, mas Al-Qaeda negou a esses homens um processo legal.
O Governo iemenita tem lutado para o controle das províncias do sul do país e Al-Qaeda foi fazer cumprir o que acreditam ser a lei islâmica correta nas áreas sob seu controle.
Fonte: http://www.gaystarnews.com/article/al-qaida-kills-another-yemeni-man-suspected-being-gay080114#sthash.GFSDt0Zx.dpuf