quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Israel inaugura memorial aos gays mortos por nazistas


Israel é certamente um país de contrastes. Com um setor da população que parece preso a Idade Média, seguido de uma Israel moderna e que respeita nossos direitos, e, que se tornou o único estado da região a legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo.
No contexto de respeito aos direitos dos LGBT esta semana foi inaugurado em Tel Aviv um monumento para lembrar de gays e lésbicas vítimas do Holocausto nazista. Não se esqueça que para os nazistas, a homossexualidade era uma doença, e de fato, os médicos e os cientistas alemães fizeram experiências com prisioneiros homossexuais nos campos de concentração para avançar com a fórmula que erradicaria a doença da sociedade.
O memorial foi construído de pedra em forma de triângulo rosa, lembrança do símbolo que homossexuais eram forçados a usar para sua identificação nos campos de concentração, e tem inscrições em hebraico, Inglês e Alemão.
Durante a cerimônia, que contou com a presença do embaixador alemão em Israel,o prefeito de  Tel Aviv, Ron Hulda, disse
Além de exterminar os judeus da Europa, os nazistas cometeram muitas atrocidades, em uma tentativa de destruir qualquer um que fosse considerado diferente. Este monumento lembra-nos de como é importante respeitar todos os seres humanos.
Boa mensagem e espero tenha alcance mundial atingindo governantes de países onde a sua população LGBT ainda vive assombrada ...
Fonte: http://www.ambienteg.com/