quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

França teve 7 mil casamentos homossexuais após aprovação da lei em 2013

O número de matrimônios entre pessoas do mesmo sexo, segundo o INSEE na apresentação desses dados, é mais elevado que o registrado em outros países europeus no ano da promulgação de leis similares


A França registrou cerca de 7 mil casamentos homossexuais em 2013 desde a promulgação da lei que autoriza esse tipo de união, em maio, informou nesta terça-feira (14) o Instituto Nacional de Estatística (INSEE), segundo o qual três de cada cinco foram casamentos masculinos.
O número de casamentos heterossexuais subiu em 2013 para 231 mil, acrescentou o organismo, que precisou que a idade média para se casar é de 50 e de 37 anos no caso dos homens homossexuais e heterossexuais, respectivamente, e de 43 e de 34 no caso das mulheres.
O número de matrimônios entre pessoas do mesmo sexo, segundo o INSEE na apresentação desses dados, é mais elevado que o registrado em outros países europeus no ano da promulgação de leis similares.

O avanço progressivo de casamentos homoafetivos teve seu auge em setembro, com um total de 1.500 uniões, informou a entidade francesa, para quem o número de uniões, tanto homossexuais como heterossexuais, se concentra entre maio e setembro e desce a partir do outono.

Um quarto das uniões entre pessoas do mesmo sexo aconteceram em cidades de mais de 200 mil habitantes, e Paris somou 14% das mesmas.

Até a aprovação da nova lei, a única união legal permitida aos homossexuais na França era o Pacto Civil de Solidariedade (PAC), uma forma de união civil aprovada em 1999, sob o governo socialista de Lionel Jospin, bastante mais restritiva que o casamento.

Em 2012, segundo o INSEE, foram concluídos 160.200 pactos PACs entre casais heterossexuais, e 7 mil entre casais do mesmo sexo.

FONTE:http://virgula.uol.com.br/