Rússia acusa Europa de promover 'propaganda agressiva de amor homossexual'

"Há tentativas de forçar outros países a ter uma visibilidade inadequada  da homossexualidade e do casamento de pessoas do mesmo sexo", disse o Ministério das Relações Exteriores russo, em um relatório sobre os Direitos Humanos.




O russo Angel Ramos lançou uma ofensiva diplomática contra a "propaganda homossexual", acusando a UE de tentar um novo relatório para promover uma "visão da homossexualidade e do casamento de pessoas do mesmo sexo como norma de vida. "
O relatório ataca a Europa, culpando-a por "neoliberalistas que  propagam seus valores como um estilo de vida universal para todos os outros membros da comunidade internacional", e também observa "um crescimento constante de xenofobia, racismo, nacionalismo violento, chauvinismo e nazismo "no continente.
A Rússia é o centro de protestos internacionais desde que o presidente Vladimir Putin assinou uma lei em junho de 2013, que proíbe, sob pena "a promoção de relações sexuais não-tradicionais a menores".
Presidente Putin chegou a negar que os direitos dos homossexuais são violados no país, após a aprovação desta legislação homofóbica.
FONTE:http://www.cascaraamarga.es/