A REALIDADE HOMOSSEXUAL EM ZAMBIA


 





Na Republica Democratica de  Zambia atos  sexuais cometidos por pessoas  do mesmo sexo é crime punível com uma pena de prisão de 14 anos. Zâmbia, faz parte dos países africanos onde a homossexualidade é punida por lei. Uma parte importante da sociedade civil, nomeadamente as igrejas,  condenam firmemente atos homoafetivos. Para o  governo tanto civil como religioso  a homossexualidade é "satânica", "anti-deus, anti-humana, e anti-civilização" Na Republica de Zambia, não há misericórdia para os infratores. Os homossexuais não são bem-vindos. Segundo as palavras do congresso  local "Permitir a homossexualidade significa permitir os direitos satânicos.  Quem Defende os direitos dos homossexuais nesta republica também recebe as punições legitimas  segundo a lei desta nação,  temos como exemplo o ativista Paul Kasonkomona  que esta sendo julgado  por defender a causa  dos homossexuais. Paul Kasonkomona é todavia, apoiado por grupos de defesa dos Direitos humanos.que lutam abertamente no continente africano por uma liberdade e respeito a pessoa homoafetiva.



JUNGAMENTO PARA HOMOAFETIVOS


                    Nos proximos dias  dois jovens suspeitos de relações homossexuais irão comparecer perante um tribunal da pequena cidade de Kapiri Mposhi, ao norte de Lusaka. Os mesmos, correm o risco de serem condenados há vários anos de prisão

 FONTE:PROJETO  SOCIAL WAGNER E SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS - FSW