segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Como deve o Ocidente responder a cruzada homofóbica do governo russo? É uma questão que tem atormentado ativistas e legisladores na Europa e América desde a aprovação de uma lei proibindo a chamada "propaganda" de pessoas do mesmo sexo a menores de idade no último verão.

Embora a lei seja criticada como uma agressão aos cidadãos LGBT, na verdade é algo muito mais pernicioso: proibindo discursos que retratem a homossexualidade de uma forma positiva, não neutra, sem luz. É uma simplificação fundamentalista das liberdades de expressão e de consciência de todos cidadãos russos, gays e heteros. Pior, sinalizaram com uma luz verde para vigilantes que desencadearam uma onda de violência sem precedentes contra os gays russos.
Em um recente artigo em co-autoria com o embaixador Andras Simonyi do Centro de Relações Transatlânticas, argumento que os Estados Unidos deveriam aplicar a Lei Magnitsky contra os russos que cometeram violações dos direitos humanos sob a capa desta lei.
A Lei Magnitsky obriga o governo dos EUA impor proibições de vistos e congelamento de bens contra os russos, sejam eles indivíduos ou funcionários privados, envolvidos em violações dos direitos humanos. Nós citamos nomes, que vão desde o deputado Duma, que foi o autor da lei para o líder de um grupo de vigilantes da Rússia, como potenciais adições à lista de Magnitsky. Essa tática, acreditamos, seria muito mais eficaz se o governo boicotasse vodca russa Stolichnaya ou mesmo os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, como alguns ativistas propuseram.
John Allen, que é gay, discorda com a nossa proposta, argumentando que os direitos dos homossexuais não deve ser o foco central da política externa norte-americana vis a vis as relações com a Rússia, como, por exemplo, a redução de armas nucleares. Além disso, e de forma mais prática, ele acredita que tomar uma posição mais dura contra as políticas anti-gay de Moscou não faria nada para ajudar os gays de lá, na verdade, argumenta, que poderia até prejudicá-los.
Por:

- See more at: http://awiderbridge.org/gays-are-the-new-jews/#sthash.Lqad9vap.dpuf