sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Jesus cura namorado de um soldado na Bíblia


Jesus elogiou um soldado gay como um modelo de fé e curou seu amante nos evangelhos, de acordo com muitos especialistas bíblicos.O soldado, um centurião do exército romano.

"Centurion"
por Luc Viatour www.Lucnix.be
Tanto Mateus 8:5-13 e Lucas 7:1-10 contam como um centurião pediu a Jesus para curar o jovem ao qual se refere como "pais". A palavra era comumente usada para o parceiro mais jovem em um relacionamento do mesmo sexo. É geralmente traduzido como menino, servo ou escravo. Nos últimos anos, estudiosos progressistas da Bíblia concluíram que o centurião estava em um relacionamento homossexual com o "escravo que lhe era querido" na história do evangelho. Jesus estava disposto a ir à casa do centurião para curar seu amante, mas ele o parou, dizendo: "Senhor, eu não sou digno de que entres debaixo do meu telhado;. mas dizei uma só palavra, e o meu servo será curado" Jesus ficou maravilhado e disse à multidão em torno dele, "Nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé!". Para o centurião disse: "Vá, faça-se para você, como você acreditou" E o seu namorado foi curado naquele momento.. Estudiosos acreditam que o "menino" era parceiro sexual do centurião, não só devido à palavra "Pais", mas também porque é improvável que um soldado se importe tanto com um escravo comum. Era comum na cultura greco-romana homens maduros entrelaçar-se com um jovem como seu amante. A história do centurião ficou surpreendentemente esquecida ao longo do tempo, considerando que o próprio Jesus ficou impressionado com sua fé. Mas o soldado romano sempre foi um modelo improvável. Os contemporâneos de Jesus, provavelmente ficaram chocados por o grande curador elogiar um militar que forçava ocupação romana da sua terra. Hoje, as pessoas encontram o desagradável centurião, por ele pode ter sido gay, ou um dono de escravos, ou ambos. Era exatamente isso que Jesus fazia para tirar alguém da má reputação; elogiá-o como santo. Enquanto o próprio centurião fiel é raramente mencionado, as suas palavras não, vivem em uma oração usada por muitos católicos e/ou liturgias eucarísticas protestantes. Por exemplo, a oração imediatamente antes da comunhão na missa católica parafraseia suas palavras: "Senhor, eu não sou digno de recebê-lo em minha casa, mas dizei uma só palavra e minha alma será curada." São Longuinho, cujo dia de festa é ( 15 de Março) é tido como o centurião que perfurou o lado de Cristo na crucificação e declarou: "Verdadeiramente este homem era o filho de Deus." Alguns acreditam na possibilidade dele  o mesmo centurião gay fiel cujo namorado amado foi curado por Jesus.


"Jesus cura um servo do Centurião", de Paolo Veronese (1528-1588) ( Wikimedia Commons )
Fonte: Jesus in Love Blog.