quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Vocês ainda se apegam à crença de que a Torá é divina?

Esse post muito interessante sobre a veracidade da Torá me foi enviado por Olavo Mendes Júnior que mora em Lusaka, África. Ele é embaixador voluntario, e coordenador-presidente da fundação Social Wagner e Centro de Ajuda Humanitaria.


Pergunta:
Vocês ainda se apegam à crença de que a Torá é divina? Especialistas literários e historiadores compararam a Bíblia a outros escritos de 3000 anos atrás (quando a Torá foi supostamente entregue por Deus) disseram que o estilo não se encaixa na literatura daquele período de tempo, e portanto deve ter sido escrita muito tempo depois. Como vocês podem ignorar um fato que foi cientificamente provado?

Resposta:
Por Aaron Moss – em algemeiner.com

Você ouviu falar sobre um estudo recente com sapos? Os cientistas pegaram uma amostra de mais de cem sapos e fizeram o seguinte teste: Colocaram cada sapo sobre uma mesa, bateram palmas atrás dele e gritaram: “Pula!” O sapo pulou. Então cortaram uma perna, e novamente gritaram para pular. O sapo saltou, embora a uma distância menor. Cortaram então uma segunda perna e gritaram para pular, e pela terceira vez, observaram que o sapo pulava, uma distância ainda menor. Finalmente cortaram a quarta perna e gritaram “Pula!” Ficaram surpresos ao ver que em todos os casos o resultado foi o mesmo. O sapo não se moveu. 

A conclusão: sapos ficam surdos quando você corta todas as suas pernas. Está cientificamente provado. Todos chegamos às conclusões em que queremos acreditar. Quando os especialistas descobriram que a Torá é avançada demais para o seu tempo, concluíram que deve ter sido escrita mais tarde que o alegado. 

Quando eu estudo Torá, concluo que ainda está à frente de seu tempo, porque foi escrita por Deus para todos os tempos e lugares. Até as partes que parecem arcaicas e superadas, quando explicadas num nível mais profundo, têm mensagens poderosas que sinto estarem falando diretamente comigo. Elas são relevantes e inspiradoras para mim, aqui mesmo, agora mesmo. 

Muitos têm tentado provar ou desaprovar a divindade da Torá. Nenhuma tentativa será bem-sucedida. Deus deseja um relacionamento verdadeiro com cada um de nós, o que significa que Ele quer que escolhamos livremente ouvir a Ele. Para manter o equilíbrio, sempre haverá argumentos aparentemente válidos para desacreditar nEle e em sua Torá. Podemos escolher apoiar estes argumentos, ou ver além deles. Se nos abrimos ou não para a mensagem da Torá é uma escolha nossa que vem de dentro, em vez de sermos forçados pela prova exterior. A Torá tem uma mensagem para você. A opção é sua. Você pode ser tão sem reação quanto um sapo sem pernas, ou pode dar um salto em resposta ao seu chamado do Alto.