Casal de pinguins Lésbico no jardim zoológico de Israel.

Tratadores do Ramat Gan haviam dito que a pequena Suki era uma menina e que Chupchukoni era um menino. Mas o exame de sangue mostrou que não era bem assim.
Israel esta famosa pelo avanço da comunidade gay, de modo geral, e, como benção a este avanço o parque de Ramat Gan Safari hospeda estas duas estrelas de sorte lésbicas.
As Pinguins, escolhem seu companheiro durante a adolescência e passam toda sua vida com ele. Elas fazem o mesmo no Gan Zoological Centro Ramat. Suki e Chupchikoni, dois pinguins africanos Jackass, chegaram jovens ao rebanho do zoológico. Mas, como no caso de, as cobras do milho ou hamsters siberianas, "não há nenhuma maneira de dizer se um pinguim é macho ou fêmea só olhando para eles", explica o porta-voz do Safari Sagit Horowitz. "Mas geralmente os guardiões podem adivinhar o sexo pelo tamanho e comportamento.". Os guardiões Safari perceberam que Suki, o menor, era do sexo feminino e que Chupchikoni era do sexo masculino, ainda que bastante diminuto. O que era certo é que os dois pingüins Sul-Africano assumiram tarefas domésticas juntos. Como todos os pinguins, Jackasses - também conhecido como pinguins de patas negras - vivem em colônias. Foi preciso o exame de sangue para confirmar a história.
Leia a história completa em Ha'aretz (alguns navegadores exigem o login)
3815051690

- See more at: http://awiderbridge.org/lesbian-penguin-couple-shacking-up-at-israeli-zoo/#sthash.c0mrzW8c.dpuf